Como identificar alimentos que causam gases?

0
354

Como identificar alimentos que causam gases?

Você já notou que alguns alimentos que causam gases são justamente aqueles que você adora? Ou então os gases começam e você não consegue entender de onde eles vieram? É bom ter em mente que gás intestinal significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Enquanto uma pessoa pode se queixar de inchaço excessivo após comer, outra pode comer exatamente a mesma coisa e nada acontecer. Isso porque os alimentos que causam gases têm reações diferentes em cada estômago. Para lidar com esses diferentes sintomas, as pessoas devem entender como funciona o seu trato gastrointestinal. Também podem averiguar através de exames que tipos de alimentos não lhe caem bem e com esse conhecimento, podem tomar medidas para prevenir ou melhorar os sintomas. Vamos mostrar para você o que pode estar causando o excesso de gás e inchaço. Provavelmente você irá se surpreender.  

Alimentos que causam gases: quais as causas?

Os alimentos que causam gases fazem-no por uma razão: formação de ar e fermentação. Mas você sabe como isso funciona de fato? A cada vez que você se alimenta, a comida, líquido ou até mesmo sua saliva são ingeridos juntamente com uma pequena quantidade de ar, ou seja, você “come ar” enquanto se alimenta, parece engraçado, mas é verdade. No estômago, a comida é processada em pequenos fragmentos e depois é levada ao seu intestino delgado. A rapidez com que seu o estômago fica vazio entre uma refeição e outra é variável, mas costuma acontecer entre 1 e 2 horas. Várias funções ao longo do caminho da digestão do seu alimento podem contribuir para a produção de gases, mas não se preocupe, seguir uma dietas simples e mudar certos hábitos podem ajudar a reduzir o gás gastrointestinal e aliviar os sintomas. Mas não descarte nunca mais ter gases, isso é quase impossível. 

formação de ar e fermentação, mas você sabe como isso funciona de fato? A cada vez que você se alimenta, a comida, líquido ou até mesmo sua saliva são ingeridos juntamente com uma pequena quantidade de ar, ou seja, você “come ar” enquanto se alimenta, parece engraçado, mas é verdade. No estômago, a comida é processada em pequenos fragmentos e depois é levada ao seu intestino delgado. A rapidez com que seu o estômago fica vazio entre uma refeição e outra é variável, mas costuma acontecer entre 1 e 2 horas. Várias funções ao longo do caminho da digestão do seu alimento podem contribuir para a produção de gases, mas não se preocupe, seguir uma dietas simples e mudar certos hábitos podem ajudar a reduzir o gás gastrointestinal e aliviar os sintomas. Mas não descarte nunca mais ter gases, isso é quase impossível. 

Alimentos que causam gases: os vilões da sua cozinha

Simples produtos da sua cesta de compras podem ser alimentos que causam gases e você não desconfiava. Veja só o que pode estar causando inchaço e desconforto agora mesmo:

  • O pão de trigo contém uma fibra solúvel em água para a qual os seres humanos não têm as enzimas digestivas capazes de quebrar. Quando nossos corpos não conseguem quebrar alguma coisa, nós inchamos. Tente substituir o pão de trigo por outras farinhas, como aveia. 
  • O alho sofre do mesmo problema! Contém a mesma enzima do pão de trigo. Uma boa dica é, cozinhar o alho em azeite, e depois utilize apenas o azeite. Descarte o alho, assim você terá o sabor, mas se livrará dos gases. 
  • Más notícias às adoradoras de barrinha de cereal: elas causam muitos gases, mesmo! Muitas barras de granola contém raiz de chicória que tem o poder de aumentar o teor de fibra. O problema é que essa fibra fermenta rapidamente, o que pode resultar em gases  em demasia.
  • Outro culpado secreto que provocam gases é o sorbitol, um açúcar encontrado naturalmente em frutas, incluindo peras, maçãs, pêssegos e ameixas. Procure comer esses alimentos que causam gases em casa, mas não descarte seu consumo.

Uma boa dica para evitar que os alimentos que causam gases tornem-se um incômodo na sua rotina é restringir os alimentos que deixam você desconfortável por 5 a 7 dias. Em seguida, introduza um alimento de cada vez na dieta e continue a incluir alimentos. Se o alimento não causar problemas, ele pode ser mantida na dieta. Se houver aumento acentuado na produção de gases, descarte e passe para o próximo alimento. Continue esse processo até que todos os alimentos causadores de gases sejam identificados. Assim você poderá evitá-los e deixar de sentir desconfortos abdominais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here