Sabe o que é alopatia?

0
280

Sabe o que é alopatia?

Para saber o que é a alopatia é preciso primeiro entender que ela trabalha com a ideia da cura pelo contrário, ou seja, utiliza na formulação de medicamentos, substâncias que produzem no organismo humano as reações contrárias às doenças.

A base da alopatia foi construída pelo médico Cláudio Galeno, ainda no período do Império Romano. Foi ele quem desenvolveu dentro da medicina uma forma de combater as doenças por meio da farmacologia, fazendo o uso de medicamentos que se opunham aos sintomas. 

Mas afinal, o que é alopatia?

A alopatia farmacológica nada mais é do que a medicina tradicional usada pela grandes empresas farmacêuticas em larga escala. Ela envolve todo o conceito de medicamentos que utilizamos na sociedade, como analgésicos para dores, antitérmicos para febres ou antiinflamatórios para inflamações graves. Muito difundida em todo o mundo, ela está em constante evolução, pois existe na área diversos estudos que avançam com o passar dos anos.

Ela atua de maneira direcionada para o problema físico do paciente, ou seja, ela acredita que o corpo humano funciona como uma máquina onde cada parte possui uma função específica, ao contrário da medicina alternativa que possui como princípio a ideia de sistema único, onde o indivíduo deve ser tratado como um todo. 

As principais queixas em relação aos remédios alopáticos são:

– Os altos preços praticados pela indústria farmacêutica;

– O receituário médico muitas vezes emitido de acordo com os benefícios oferecidos pelos representantes farmacêuticos;

– Os efeitos colaterais provocados por alguns desses medicamentos;

– A carga tóxica enviado para o organismo por conta de medicamentos com fortes e altas dosagens. 

Por outro lado, há alguns benefícios trazidos pelos medicamentos alopáticos, como a rapidez na resposta aos sintomas e o constante desenvolvimento por meio de pesquisas na área. 

Qual a diferença entre alopatia e homeopatia? 

Contrária a medicina tradicional está a homeopatia, que acredita que não existem doenças e sim pessoas doentes. Para ela, essas enfermidades tanto do corpo, quanto da mente, são causadas pelo estado de desequilíbrio energético dos pacientes. Criada pelo médico alemão Samuel Hahnemann, a homeopatia trabalha com o conceito de semelhante cura semelhante, ou seja, as substâncias que causam as enfermidades são utilizadas na própria cura dessas enfermidades. 

Outra diferença é que na homeopatia os medicamentos são receitados de forma individual, elaborados de acordo com uma avaliação profunda sobre a doença e os hábitos de vida do paciente. Mesmo que outro paciente tenha a mesma doença, seu remédio homeopático será diferente. 

Os benefícios ao utilizar os medicamentos homeopáticos são diversos, já que os preços costumam ser populares, não possuem efeitos colaterais e podem ser utilizados por qualquer pessoa, já que não há contraindicação. 

Atualmente o termo medicina integrativa é muito utilizada, com o objetivo de aliar o tratamentos da alopatia farmacológica com os tratamentos homeopáticos, tendo também como auxílio as terapias alternativas e complementares, tais como acupuntura, reiki e cromoterapia. Na essência, a união entre a alopatia e a homeopatia tem sido uma ótima maneira de tratar pacientes em todo mundo, compreendendo que ele é constituído de corpo, mente e espírito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here