Carboxiterapia facial: conheça tudo sobre esta técnica!

0
294

Carboxiterapia facial: conheça tudo sobre esta técnica!

A carboxiterapia facial é uma técnica usada no campo da plástica que se baseia na infusão de dióxido de carbono (CO2) na face para estimular a produção de colágeno.

A aplicação de gás carbônico é feita através de uma agulha de insulina na face. Essa agulha é ligada a um aparelho que consegue controlar a velocidade, a quantidade e o tempo que esse gás é administrado. O fluxo varia de 20 ml/min a 100 ml/min e o volume varia de 600 ml a 1 litro. Após, faz-se uma massagem para espalhar o gás.

Por seu efeito vasodilatador, ocorre então um aumento da circulação sanguínea, consequentemente maior oxigenação na área e incremento da produção de fibras colágenas e elásticas. 

Carboxiterapia facial: recomendações 

O ideal é que a aplicação seja realizada por dermatologistas ou cirurgiões plásticos. O método é isento de efeitos colaterais pelo gás carbônico ser um elemento natural do nosso organismo, porém, pode haver sintomas locais, como hematoma, dor, edema ou ardência.

Deve ser evitada a exposição ao sol durante e após o tratamento.

Sessões

  • Uma a cada 3 dias. Geralmente, são recomendadas de 10 a 15 sessões.
  • O número de sessões depende do caso e da resposta da pessoa ao tratamento.
  • A diferença começa a aparecer a partir da 3ª semana.

Indicações

  • Olheiras: reduz o inchaço, aumenta a capilaridade dos vasos sanguíneos e clareia a pele.
  • Rejuvenescimento facial: aumenta a elasticidade da pele, diminui a flacidez.
  • Linhas de expressão, rugas e sulcos da pele: pelo estímulo da produção de colágeno.
  • Fibroses: rompe fibroses.
  • Cicatrizes de acne.
  • Pós-operatório: melhora os resultados e evita fibroses.
  • Pré-operatório de cirurgias plásticas: para aumento da vascularização no local.
  • Calvície: também há a carboxiterapia capilar, que é eficaz no crescimento do cabelo quando aplicado CO2 no couro cabeludo.

Contraindicações e alertas!

A carboxiterapia facial é contraindicada em casos de pacientes que já tenham sofrido ou sofram de epilepsia, insuficiência renal e hepática, hipertensão arterial severa, gravidez, distúrbios psiquiátricos, doença cardíaca ou pulmonar e doenças de pele.

A carboxiterapia facial aumenta a circulação sanguínea e oxigenação na área, estimulando a produção de fibras colágenas e elásticas. Como o método descola a pele, é algo doloroso. Mas a dor dura no máximo 30 minutos e é totalmente tolerável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here