Crioterapia: o que é?

0
236

Crioterapia: o que é? 

Conseguir benefícios estéticos e terapêuticos por conta do frio pode parecer algo surreal, mas não é. É este o propósito da crioterapia, um método que utiliza as baixas temperaturas para tratar problemas físicos e promover um restabelecimento da pele e do corpo. 

Muitos conhecem este tratamento devido à sua frequente utilização na recuperação de atletas lesionados, usando bolsas de gelo. O que poucos sabem é que a técnica é usada também para casos onde não existem dor. Saiba a seguir!

Crioterapia: o que trata? 

Os recursos de utilização da técnica são vastos, já que ela pode ser usada na vertente estética ou na vertente de terapêutica. Explicamos melhor em baixo como funciona cada tipo de utilização. 

Crioterapia estética 

Através da utilização de cremes e géis, a crioterapia estética trabalha o resfriamento da pele com o objetivo de diminuir a presença de celulites, gorduras e flacidez. As principais zonas de aplicação são na região dos glúteos, braços, culotes, coxas, pernas e barrigas. 

O princípio básico é  refrigerar determinada área, fazendo com que a própria pele e o músculo envolvido tente retornar a temperatura anterior, o que gera automaticamente a eliminação de gordura. É o mesmo princípio do tempo frio, quando trememos acabamos aumentando o gasto energético por tentarmos restabelecer a sensação anterior. 

Em um tratamento geral no corpo, é recomendado pelo menos três sessões por semana, sendo possível ver algum avanço já na terceira semana. No caso de emagrecimento, a crioterapia apenas reduz medidas e não atua na perda de peso. Para isso, é preciso aliar a prática de exercícios e uma dieta específica. 

  • Crioterapia no rosto

Com funções mais dermatológicas, a aplicação deste tratamento no rosto faz uso do criopeeling, uma espécie de descamação do rosto com a utilização do gelo seco ou do nitrogênio líquido diretamente na cútis. 

O objetivo do procedimento é renovar a primeira camada da pele, trazendo um ar mais jovial. Por ser um método que exige cuidado, o ideal é que a técnica seja manipulada por um profissional da área da saúde, pois existe o risco de alteração da cor da pele ou causar algum tipo de queimadura. 

Crioterapia terapêutica

Em situações de inflamações agudas e traumatológicas é comum o uso desta terapia durante o tratamento, com o objetivo de diminuir a contração ou dores. Podem ser utilizadas bolsas de gelo, imersão de água fria, cremes e sprays que produzem a sensação de gelado. 

A aplicação da técnica na região lesionada gera a vasoconstrição causada pelo contato direto da pele com o frio. Essa sensação produz um relaxamento natural do músculos.  

Benefícios da crioterapia

A aplicação desta técnica, qualquer que seja a sua vertente, apresenta alguns benefícios que provocam a eficácia do método. 

Benefícios da aplicação estética: 

– Combate a flacidez;

– Previne rugas;

– Alivia linhas de expressão; 

– Reduz medidas;

– Diminuiu as circunferencias da cintura; 

Benefícios da aplicação terapêutica: 

– Produz a sensação de analgesia, acalmando a dor;

– Diminui inchaço; 

– Ajuda a melhorar a performance física;

– Reduz inflamações;

– Acelera a recuperação em caso de lesões. 

A prática de crioterapia é proibida em pessoas que possuem o fenômeno de Raynayd, que é uma doença crônica onde a pessoa possui uma reação excessiva ao frio causando a interrupção do fluxo sangüíneo. Já quem é gestante ou possui doenças de pele com feridas abertas, autoimunes, cardíacas ou câncer devem conversar antes com os médicos responsáveis pelos seus tratamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here