Como combater a dermatite esfoliativa

0
664

Como combater a dermatite esfoliativa

A dermatite esfoliativa  é uma inflamação na pele que causa vermelhidão, coceira, descamação e esfoliação, afetando grandes áreas do corpo. Pode ser causada ou estar associada a várias doenças dermatológicas, como dermatite atópica, psoríase e dermatite de contato. 

Além disso, ela também pode ter relação com doenças sistêmicas ou malignas (leucemia, linfoma, etc) ou reações medicamentosas, como sulfamida, isoniazida, fenitoína e penicilina. Algumas vezes, a origem pode não ser identificada. É uma doença rara e a causa mais comum é a psoríase.

Dermatite esfoliativa: sintomas

O diagnóstico é clínico. A doença pode apresentar sintomas gerais, como febre e calafrios. A superinfecção bacteriana pode complicar a dermatite esfoliativa. 

Os principais sintomas são:

Vermelhidão, irritação e formação de crostas na pele

Perda de pêlos nos locais afetados

Febre acima de 38º C e calafrios

Inchaço dos gânglios linfáticos

Riscos e tratamento

Riscos

A doença pode ser grave, portanto é importante identificar a etiologia para que se possa realizar o tratamento o mais rápido possível. A dermatite esfoliativa deixa o corpo vulnerável a infecções. Com isso, os microrganismos podem facilmente atravessar a pele e chegar aos tecidos mais internos do corpo, gerando infecções de pele, infecção generalizada e até parada cardíaca.

Tratamentos 

A internação hospitalar quase sempre é necessária para fazer líquidos e medicamentos diretamente na veia. O cuidado da pele é feito com hidratantes e banhos de aveia coloidal. Corticóides tópicos devem ser utilizados. 

Em casos graves, são usados corticóides via oral por 10 dias. Podem ser usados curativos para evitar superinfecção bacteriana. Pode-se usar também antibióticos, para tratar possíveis  infecções nos locais onde a pele está afetada.

O combate à dermatite esfoliativa é, basicamente, através do uso de medicamentos como corticóides e antibióticos. Identificar a causa e a gravidade da doença é importante para o tratamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here