Dieta para emagrecer: seja mais saudável sem dietas radicais

0
205

Dieta para emagrecer: seja mais saudável sem dietas radicais

 

Você é uma pessoa que já tentou todo tipo de dieta para emagrecer? Saiba que você não está sozinha. A população brasileira engordou muito nas últimas décadas. As razões são diversas, e uma delas é a vasta oferta de alimentos que podemos ter nas mãos em questão de minutos.

O problema é que fazer dieta para emagrecer várias vezes pode custar caro para a saúde.

 

Dieta para emagrecer + efeito sanfona: uma bomba para o organismo

 

A nutróloga Flávia Pinho conta, nesta entrevista para o canal do Youtube Mundo Gordelícia com Mariana Xavier, que estar acima do peso é um fator de risco para algumas doenças. Mas quando a pessoa emagrece e engorda repetidamente, o próprio processo de emagrecimento pode fazer mal para o organismo. Isso acontece porque a cada vez que você emagrece, a gordura do tecido adiposo é lançada na corrente sanguínea. E o fígado e os músculos são responsáveis por metabolizar tudo isso. A verdade é que, apesar do mito, a gordura não sai nem na urina e nem nas fezes, mas sim o corpo que tem que lidar com ela. Então o efeito sanfona sobrecarrega o metabolismo. Por isso um peso estável é mais saudável do que sempre fazer dietas radicais.

 

Fazer dieta engorda

 

O maior exemplo de que fazer uma dieta de emergência pode te fazer engordar de novo, é um estudo feito com os participantes do programa “The Biggest Loser” nos Estados Unidos. Neste reality show os selecionados fazem dietas restritivas e muitos exercícios físicos para sair da chamada Obesidade Grau III (ou Obesidade Mórbida) e obter um peso considerável saudável pelas autoridades médicas. O sucesso do programa é enorme, pois cada participante perde em média 60 quilos ou mais em 7 meses.

Contudo, conforme podemos ver na série documental da Netflix Explicando, no episódio 6 – “Por que as dietas dão errado”, o estudo feito pretendia acompanhar os competidores por seis anos após o reality. O resultado é que eles recuperaram, em média, dois terços do peso perdido, e ainda tiveram uma desaceleração do metabolismo basal.

 

Por que engordamos após a dieta para emagrecer?

 

Ao optar por uma dieta para emagrecer, deve-se tentar perceber se essa será realmente uma reeducação alimentar, um estilo de vida que você conseguirá levar adiante no decorrer dos anos. Porque quando o corpo sofre por causa de uma alimentação restritiva, o cérebro recebe sinais de alerta. Ele entende que faltam alimentos ou calorias suficientes para manter toda a engrenagem funcionando (órgãos, músculos, tecidos, e até o próprio cérebro). Assim que a pessoa pára de fazer dieta, o metabolismo já terá sido freado, e o corpo estoca mais o que ingerir, principalmente as gorduras. E daí o processo de engorda inicia novamente.

 

Portanto, se os quilos a mais te incomodam ou se você deseja sair de um grau de obesidade, a melhor opção é procurar um nutricionista. Peça por uma reeducação alimentar que possa ser feita a longo prazo, e nada de dieta de emergência.

Por quanto mais tempo você tiver uma alimentação saudável, melhor será para o seu corpo, independente dos quilos que são mostrados na balança. E acima de tudo, ame-se e lembre-se de que você não É o seu corpo, você TEM o seu corpo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here