Dislexia: teste detecta transtorno em crianças

0
323

Dislexia: teste detecta transtorno em crianças

 

Seu filho tem dificuldade de concentração e leitura? Mesmo estudando, ele não consegue se dar bem na escola? Esses podem ser sinais de dislexia. Para confirmar o transtorno, é necessária a realização de um exame multidisciplinar de dislexia, teste que detecta o transtorno em crianças.

 

A dislexia é um transtorno de aprendizagem de origem neurobiológica caracterizada pela dificuldade na correção de palavras e pelo baixo desempenho na escrita e na leitura, o que atrapalha a compreensão e interpretação do que é lido. O disléxico tem dificuldade em associar as letras com o som que elas representam. A perturbação é uma das causas mais frequentes de baixo rendimento escolar. Se seu filho apresenta sinais de dislexia, teste-o. Leve-o para fazer a avaliação. O transtorno deve ser detectado o quanto antes para que ele não atrapalhe a criança na escola.

Na maioria dos casos, a dislexia não é identificada nem corretamente tratada. Isso porque os pais desconhecem os sintomas e, às vezes, acham que se trata de falta de responsabilidade, desleixo e preguiça dos filhos. Em outros casos, ela pode ser confundida com problemas de visão.

A perturbação se mantém ao longo da vida. Por isso, ela precisa de uma intervenção precoce e especializada.

Como identificar a dislexia?

Geralmente, quem tem dislexia tem uma predisposição genética. Há várias teorias que associam a perturbação a alterações no sistema neurológico cerebral. Mas essas modificações não interferem em outras funções do cérebro. As crianças disléxicas têm inteligência normal ou até acima da média.

 

A dificuldade em fazer rimas e em soletrar as palavras são as queixas mais comuns dos disléxicos. Para eles, também é difícil interpretar frases e reconhecer palavras escritas. Crianças com a perturbação tendem a ser hiperativas e podem ter dificuldade de coordenação motora.   

Essas são algumas características que podem ajudar a perceber se alguém é ou não disléxico. Porém, a melhor forma de identificar a perturbação é por uma avaliação multidisciplinar de dislexia, teste que ajuda a detectá-la.

Dislexia: Teste multidisciplinar

 

Quando o distúrbio não é identificado, outras complicações começam a surgir, como alterações no comportamento e perda de autoestima, além de dificuldades na escola. A forma mais eficaz de detectá-lo inclui uma avaliação de dislexia (teste multidisciplinar).

 

O teste para dislexia consiste em um conjunto de exames de linguagem, leitura, ortografia e testes psicométricos, que avaliam a personalidade e a capacidade das crianças. O diagnóstico também leva em conta o histórico familiar e clínico. O laudo auxilia professores, terapeutas e pais de crianças com o transtorno de aprendizagem.

A Associação Brasileira de Dislexia, por exemplo, tem uma equipe multidisciplinar credenciada responsável pelos testes. A equipe é composta por fonoaudiólogas, psicopedagogas e neuropsicólogas.Os exames são específicos para cada área e idade. Cada profissional avalia o teste e, juntos, eles apresentam o resultado e o encaminhamento que deve ser seguido. Ou seja, identificam se a criança tem dislexia ou outro distúrbio e qual a intervenção necessária.

Dessa forma, se seu filho apresenta dificuldade de aprendizagem, leitura ou escrita, é recomendável fazer uma avaliação para diagnóstico de dislexia, teste que a detecta. O exame deve ser feito o quanto antes para não prejudicar tanto a vida escolar da criança e impedir alterações de comportamento e problemas de autoestima. A análise do resultado por uma equipe multidisciplinar é essencial para que pais, professores e terapeutas possam ajudar as crianças no processo de aprendizagem.

 

https://www.saudecuf.pt/mais-saude/doencas-a-z/dislexia

 

http://www.dislexia.org.br/como-e-feito-o-diagnostico/

 

http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2193-dislexia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here