Doenças no couro cabeludo e como tratá-las

0
340

6 doenças no couro cabeludo e como tratá-las

Doenças no couro cabeludo são mais comuns do que você imagina: sabia que a caspa é uma delas? Mas existem outras condições que podem afetar essa região da pele, tão sensível e difícil de enxergar e tratar com facilidade. Conheça algumas delas.

Doenças no couro cabeludo

Psoríase, dermatite seborreica, pele seca, foliculite, alopecia. Na maioria das vezes, os sintomas dessas doenças no couro cabeludo são muito parecidos – então o paciente não consegue diferenciá-las. A automedicação pode ser perigosa, justamente por isso.

 

Conheça as doenças no couro cabeludo e tratamentos:

1. Psoríase

A psoríase é uma dermatite de longo prazo que deixa a pele seca, com coceira e com pequenas feridas. Elas são constituídas por células da pele que podem rachar e eventualmente sangrar. Pode acometer não só o couro cabeludo, como outras partes do corpo – cerca de metade dos pacientes que têm psoríase também têm manifestações no couro cabeludo.

 

Tratamento: evitar coçar as feridas e utilizar shampoos de fórmula leve ou, de preferência, indicados para dermatite no couro cabeludo. Comprimidos também podem ser indicados e corticoides podem eliminar as feridas, mas não servem para o longo prazo. Outra solução é um tratamento com luz ultravioleta, que pode reduzir a aparência das feridas.

2. Descamação do couro cabeludo

Pode ser confundida com caspa, mas tem muitas diferenças em relação a ela. A primeira delas é que a caspa se manifesta em partículas pequenas, como se fosse pó. Já a descamação ocorre em flocos. Outra diferença é que a caspa está associada a peles oleosas, enquanto a descamação acontece em peles muito secas. Pode acometer com mais frequência idosos e geralmente está associada a outras regiões da pele que sofrem com a falta de hidratação. Nos jovens, a causa é geralmente lavar o cabelo com muita frequência.

 

Tratamento: aumente o intervalo entre as lavagens do cabelo para estimular a produção natural de óleos pelo couro cabeludo, que bloqueiam as bactérias responsáveis pela formação das cascas. Se vive em áreas secas, mantenha uma bacia com água ou umidificador ligado quando for dormir. Mudar essas pequenas questões no estilo de vida pode melhorar e curar a condição.

3. Caspa

A caspa é uma das doenças no couro cabeludo mais conhecidas. Na maioria dos casos, está associada a uma reação ao shampoo que costuma usar, mas também pode se manifestar em resposta a algum fungo que esteja no couro cabeludo – é por isso que se manifesta com mais frequência em climas úmidos, mas o estilo de vida também pode influenciar.

 

Tratamento: evite dormir com o cabelo molhado e tente secá-lo sempre que possível antes de sair. Se não resolver, mude o shampoo e não passe condicionador na raiz do cabelo. Se mesmo assim não funcionar, você pode conversar com o seu dermatologista sobre shampoos que pode prescrever para se livrar da condição ou comprimidos antifúngicos, se for o caso.

4. Foliculite

É uma reação alérgica comum na pele que aparece quando os folículos pilosos – os buraquinhos de onde o cabelo sai – ficam irritados, geralmente após uma infecção bacteriana ou fúngica. A raiz do cabelo fica com pontos vermelhos ou esbranquiçados sobressalentes. Caso a alergia se alastre, pode formar casquinhas e não curar facilmente. Em casos mais severos, leva à perda de cabelo e calvície.

 

Tratamento: pode ser tratada com pomadas ou shampoos. Se incomodar demais, converse com o seu médico sobre um tratamento com raios UV.

5. Alopecia areata

A alopecia é uma condição genética que ocorre quando o sistema imunológico ataca os folículos que abrigam as raízes do cabelo. Isso leva a perda de cabelo em alguns pontos da cabeça e de outras regiões do corpo que tenham pelos.

 

Tratamento: não existem medicamentos ou tratamento para a alopecia – geralmente, o cabelo começa a crescer depois de algum tempo. O problema é que outros pontos começam a surgir. Para diminuir as chances, use shampoo com protetor solar, lenços e chapéus sempre que for se expor ao sol.

6. Dermatite seborreica

O couro cabeludo afetado pela dermatite seborreica pode ficar com a aparência escamosa e caspas que não teimam em sair. Pode afetar outras áreas do corpo, geralmente as mais oleosas. Não é uma doença séria, mas é incômoda.

 

Tratamento: a condição pode durar por algum tempo, mas há tratamento com comprimidos, shampoos e pomadas. Se seguir o tratamento corretamente, a cura é mais rápida.

 

Agora que já conhece as doenças no couro cabeludo, consegue se identificar em alguma delas? Saiba que o médico indicado para esses tipos de doenças é o dermatologista. Procure-o para saber mais sobre as causas e tratamentos para o seu caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here