Fisioterapia osteopatia: alívio com as mãos

0
209

Fisioterapia osteopatia: alívio com as mãos

Imagine poder tratar de dores da coluna sem o uso de medicamentos, de forma individualizada e somente com a força das mãos. Sim, isso já é uma realidade na vida de muitos pacientes que têm trocado consultórios médicos por macas em uma novidade na área da fisioterapia: a osteopatia. 

Na fisioterapia a osteopatia é uma especialidade que, por meio de manobras com as mãos, e através de movimentos naturais, trabalha a resistência dos ossos e dos músculos com o objetivo de aliviar dores. Por acreditar que o alívio é provocado pelo equilíbrio das funções do organismo, ele trabalha no sistema como um todo e não apenas em uma região específica. 

Fisioterapia osteopatia: como funciona? 

Criadas em 1874, pelo médico americano Andrew Taylos Still, as técnicas manuais de fisioterapia, chamada de osteopatia, possui como princípio a ideia de que o corpo humano possui os meios para a própria cura. Ele atua diretamente na tentativa de descoberta do princípio da dor, da real origem e não apenas do local onde ela se encontra alojada. 

Por isso, tudo é muito minucioso. Uma consulta com o fisioterapeuta deve ser detalhada, para que ele consiga perceber as principais causas e o que desencadeou determinadas dores. São solicitados exames, realizados testes ortopédicos e uma conversa abordando as principais queixas. Assim, após identificar esses problemas é hora de iniciar a intervenção com as técnicas manuais. O atendimento costuma ocorrer uma vez a cada sete dias e o tempo de tratamento varia dependendo da maneira como cada corpo reagir aos estímulos. 

Fisioterapia osteopatia: principais indicações

O tratamento através da osteopatia pode ser aplicado em pacientes de todas as idades, no entanto, deve ser prescrito por clínicos, pediatras ou geriatras, e tem como vantagem não ser necessária medicação durante ou depois das sessões. Normalmente eles são indicados para as pessoas que sofram de: 

– Tendinite;

– Lombalgia (dores nas costas);

– Cervicalgia (dores no pescoço);

– Fadiga mental;

– Hérnia de disco;

– Hérnia de hiato;

– Problemas de articulação (nos membros superiores e inferiores);

– Distúrbios digestivos;

– Dores no nervo ciático;

– Tonturas e dores de cabeça agudas;

– Constipação; 

– Inchaços nos pés e nas mãos;

– Torcicolo; 

– Problemas de insônia. 

Osteopatia e seus benefícios

Os principais motivos que levam a recomendação da realização de sessões de osteopatia são: 

– É um tratamento indolor e sem uso de medicamentos;

– Estimula a prática de exercícios físicos;

– Trata a causa e não apenas o problema final;

– Oferece uma melhor qualidade de vida;

– Previne lesões. 

De acordo com o COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional), em nosso país, apenas o profissional fisioterapeuta regularizado está habilitado a aplicar as técnicas manuais de fisioterapia e osteopatia. Já em outros países a autorização é diferente. Nos Estados Unidos da América a prática é uma especialidade dentro da medicina. Já em  países da Europa, como Portugal e Inglaterra, ela é uma graduação como outra qualquer. 

Para que haja uma melhora no quadro de dores é importante aliar as técnicas da fisioterapia na osteopatia com novos hábitos de vida. Muitas vezes os problemas do corpo estão ligados a fatores bioquímicos. Apenas com uma alimentação equilibrada, prática de exercícios físicos e consciência corporal é possível obter sucesso no tratamento e alcançar a sensação de bem-estar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here