Graus de celulite: quais são e como resolvê-los

0
471

Graus de celulite: quais são e como resolvê-los

Ela é a maior inimiga das mulheres! Aloja-se nos quadris, nas coxas, nas nádegas e no abdômen. A celulite é a gordura depositada na superfície da pele, com aspecto semelhante à casca de laranja.  

Acredita-se que múltiplos fatores estão envolvidos no aparecimento da celulite, como hereditariedade, problemas circulatórios, influências hormonais, má alimentação, sedentarismo, estresse, excesso de fumo e álcool. Apesar de não ser considerada como patologia, traz problemas estéticos e emocionais, por isso, muitas mulheres procuram livrar-se dela o quanto antes.

No Brasil, os graus de celulite são determinados de acordo com a Escala de Gravidade fotonumérica, desenvolvida por dermatologistas brasileiros. A classificação se baseia nas suas principais características clínicas:

  • Número de depressões evidentes;
  • Profundidade das depressões visíveis;
  • Aparência morfológica das alterações da superfície da pele;
  • Grau de flacidez ou frouxidão cutânea;
  • Classificação da escala de Nurenberger e Muller.

Graus de celulite podem ser medidos por pontuação

São dadas notas aos cinco itens acimas, de zero a três. Depois, somam-se os pontos. Se a soma der de 1 a 5 pontos, a celulite é considerada leve. De 6 a 10, moderada, e de 11 a 15, grave.

Graus de celulite: classificação baseada nas alterações cutâneas macroscópicas e na sensibilidade dolorosa (Nurenberger e Muller)

De acordo com este método, há 4 níveis de celulite. 

  • Grau I : São visíveis apenas com a manobra de pinçamento. Não há comprometimento circulatório. Prognóstico é excelente.
  • Grau II: Aspeto em pele de laranja ou acolchoado, é evidente quando a pessoa está em pé, sem nenhuma manipulação. Já há problemas circulatórios locais.
  • Grau III: Formação de nódulos, aderências nos níveis profundos. Pode haver dor, aumento da flacidez, aumento da sensibilidade ao toque e cansaço em membros inferiores. A celulite é reduzida em 30% com o tratamento.
  • Grau IV: As pernas ficam mais pesadas e a pele muito marcada pelo inchaço e pelos edemas. As mulheres podem sentir cansaço, dificuldade de locomoção e dores.

Tipos de celulite

A celulite dura ou fibrosa surge em mulheres mais jovens. Também pode aparecer nas pessoas que fazem muito exercício físico, como atletas ou dançarinas.

Geralmente, a celulite esclerótica ou edematosa começa na puberdade e fica mais grave na menopausa. A celulite flácida ou macia, entretanto, aparece depois dos 40 anos.

Nos casos em que há combinação dos vários tipos de celulite, chama-se celulite mista.

Dicas para evitar e/ou ajudar no tratamento da celulite

  • Diminuir a ingestão de sódio, que pode causar retenção hídrica
  • Parar de fumar
  • Beber bastante líquido
  • Evitar excesso de açúcares, carboidratos e gorduras.
  • Praticar exercício físico habitualmente.

Tratamentos de acordo com os graus de celulite

A eficácia e o tipo de tratamento dependem do número de pontos ou seja do estágio em que se encontram as lesões. Os  graus de moderado a grave requerem tratamento com dermatologistas.

No grau I (leve)

Drenagem linfática, cremes anticelulite, massagem modeladora e vacuoterapia são utilizados com bastante sucesso.

No grau II (moderado) 

Indica-se também a radiofrequência multipolar, que rompe a fibrose e aumenta a produção de colágeno e elastina no local. 

Radiação infravermelha, ondas de choque ou ondas acústicas, pressoterapia e ultrassom focado e crioterapia são outros recursos empregados.

No grau III (grave)

São indicados mesoterapia com enzimas para combate à celulite, carboxiterapia e radiofrequência invasiva. Também há a subcisão, uma técnica cirúrgica, muitas vezes realizada em ambulatório, na qual uma agulha é inserida no tecido para promover o rompimento da fibrose. Neste procedimento, é necessário anestesia.

Um número grande de cremes anticelulites têm sido testados sem nenhuma eficácia no combate aos diferentes graus de celulite, a não ser para hidratar a pele. Muitos métodos e aparelhos de alto custo estão sendo lançados, mas ainda sem evidências técnicas comprovadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here