Hipnose para dormir funciona?

0
161

Hipnose para dormir funciona? 

Um dos primeiros hábitos que sofre o impacto de uma rotina mais agitada é o sono. Depois de tentar, sem sucesso, os chás, as massagens, exercícios, comprimidos e tantos outros métodos, por que não recorrer à hipnose para dormir?

A parte mais difícil, segundo os praticantes, é deixar o ceticismo de lado e se entregar à experiência: em outras palavras, deixar-se ser hipnotizado. É por isso que a técnica pode fazer sucesso para alguns e, para outros, não passar de charlatanismo. Antes de formar a sua opinião, leia mais adiante e veja como é possível entrar em transe sozinho e dormir em paz.

Como funciona a hipnose para dormir?

Para começo de conversa: a hipnose não é o estereótipo que vemos nas histórias da televisão. Você não vai olhar para um relógio de bolso que balança nem obedecer às ordens de quem hipnotiza.

De acordo com um artigo publicado no site Sleep.org, cerca de 25% das pessoas não podem ser hipnotizadas. Isso tem a ver com a sugestividade ou o quanto a mente delas é aberta para o controle externo. Nesses casos, a mente não se permite controlar.

Como fazer hipnose para dormir

Mas não é por isso que os experts em hipnose utilizam suas técnicas para dominar a sua mente e tomar controle dos seus atos – obviamente, é você quem decide se deixa ou não isso acontecer. A parte boa é que a hipnoterapia para dormir pode ser feita sozinha, ou seja, você não precisa da ajuda de ninguém para fazê-lo, bastando controlar a sua mente.

Veja algumas dicas para conseguir aplicar a hipnose em si mesma.

1. Limpe a mente

A auto-hipnose é um método que foca em você mesmo, na sua respiração e nos seus processos internos que te permitem – ou não – dormir. Para começar, você precisa limpar a sua mente.

O que acontece antes de dormir faz parte do nosso ciclo de sono todos os dias. Uma das fases que antecede o dormir é o encadeamento de pensamentos. É aqui que vamos remoer o que aconteceu durante o dia e pensar no dia seguinte.

O problema disso é que os pensamentos que vêm à cabeça durante a noite parecem maiores e piores do que realmente são, por isso a tendência é que fiquemos mais preocupados. Isso gera pensamentos em cadeia, mais preocupação e ansiedade, que dificulta o sono ou compromete a sua qualidade.

Em primeiro lugar, você precisa entrar em sintonia com o ambiente ao redor. Feche os olhos e escute todos os sons que conseguir alcançar, do passo do vizinho do andar de cima até o som das árvores balançando ao redor da casa.

2. Relaxe

Muitas vezes, dormir se torna uma tarefa difícil porque mantemos os músculos contraídos pelo corpo inteiro: ombros, pés, dedos, mandíbula… Isso acontece por causa das ansiedades causadas por pensar muito antes de dormir. Nessa etapa, sua tarefa será entrar no seu próprio corpo e desligar os músculos.

Livre-se das tensões do corpo. Dê foco aos pontos de tensão e vá desligando os músculos um a um. Comece pelo topo da cabeça e vá descendo, sentindo os músculos e relaxando os que sentir mais contraídos. Quando chegar aos dedos dos pés, vai perceber que está mais relaxado e sentir o seu corpo mais pesado sobre o colchão. Este é um dos passos mais importantes da hipnose para dormir.

4. Respire fundo

Se o exercício anterior ainda não te fez sentir mais relaxado, encontre novamente os pontos tensionados e relaxe antes de passar para o próximo passo, que é a respiração.

Já parou para pensar no quão instantâneo é o ato de respirar? Fazemos isso o tempo todo e mesmo assim não notamos. Aproveite o fim do dia para apreciar a respiração, que é o sinal mais puro de que estamos vivos.

Respire profundamente pelo nariz e solte pela boca. Nas respirações seguintes, mantenha o mesmo ritmo que tinha antes da respiração profunda e sinta como você respira: se é profundo ou raso, se é sentido mais na barriga ou no tórax. Tente perceber como você respira – se te ajudar a focar, coloque a mão sobre a barriga enquanto faz esse exercício.

Depois, comece a contar cada respiração de um a dez e repetindo a contagem quantas vezes achar necessário ou até que os pensamentos tenham diminuído. Em vez de se cobrar ou culpar por pensar demais, o valor desse exercício na hipnose para dormir está em perceber que você se distraiu – e vale, inclusive, para dar mais concentração ao seu dia a dia.

4. Visualização ou mantra

Agora que já tomou controle sobre o seu corpo e entrou no seu próprio ritmo, você vai entrar na fase da fantasia, da visualização. Para concluir esta etapa, pense no lugar mais calmo que venha à sua mente: uma praia no verão, um refúgio quentinho no inverno, um bangalô… o que você preferir.

Imagine-se nesse lugar e tente reproduzir os sons, os cheiros e as sensações de estar ali: que pessoas estariam com você, o que estaria fazendo, o que iria comer. Tente imaginar esse cenário relaxante e criar uma história – isso pode diminuir as ondas beta do seu cérebro (que te deixam mais agitado) e aumentar a incidência de ondas alfa, que te deixam relaxado para uma boa noite de sono.

Se você não conseguir ir além com a visualização, pode definir um mantra com palavras relacionadas ao que quer atingir: sono, profundo, descanso são algumas sugestões. Crie uma sequência e repita-as sempre ao expirar.

No fim das contas, a hipnose para dormir não é um bicho de sete cabeças: relaxar a mente e tomar controle do corpo antes do sono é uma tarefa simples que você pode fazer todas as noites. Quanto mais praticar esse exercício, melhores serão os resultados, e o melhor de tudo é que pode fazer sozinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here