Causas e tratamentos para inflamação no útero

0
213

Causas e tratamentos para inflamação no útero

Você anda com a sensação de útero inchado, sangramento fora do período menstrual e cólicas? Fique atenta ao útero!

 

A inflamação no útero aparece quando há uma irritação nos tecidos do órgão, causada por vários motivos. Em alguns casos, um útero inflamado apresenta alguns sintomas como corrimento, sangramento fora do período menstrual, cólica ou sensação de útero inchado. Outras vezes, porém, a doença pode não apresentar sintomas, o que leva a um diagnóstico tardio e ao agravamento do quadro.

A inflamação pode ocorrer no colo do útero, que fica localizado no fundo da vagina, ou na região interna, chamada de endométrio (endometrite). Saiba mais sobre causas, sintomas, diagnóstico e tratamento da inflamação neste órgão.

Quem pretende engravidar em breve precisa ter atenção redobrada. Isso porque quando o útero está inflamado o processo de implantação do embrião na parede do órgão fica mais difícil e o seu desenvolvimento também. E quando o útero fica inflamado durante a gravidez, é preciso ser tratado de modo rápido e adequado para evitar complicações na gestação.

Inflamação no útero: causas

 

O útero pode ficar com os tecidos inflamados por vários motivos. Entre as principais causas da sua inflamação, as mais comuns são:

 

– Doenças sexualmente transmissíveis, como gonorreia, clamídia ou HPV;

– Vaginites infecciosas, como candidíase e vaginose bacteriana;

– Alergia a preservativos e a produtos químicos;

– Falta ou excesso de higiene na região íntima;

– Uso de duchas durante o banho;

– Baixa imunidade;

– Lesões provocadas pelo parto.

 

Inflamação no útero: principais sintomas

– Corrimento na cor amarela, marrom ou cinza e com mau cheiro;

– Sangramento durante ou depois da relação sexual;

– Sangramento fora do período menstrual;

– Dor ao urinar e durante o sexo;

– Dor na parte inferior da barriga;

– Sensação de inchaço na parte inferior da barriga ou no útero.

Inflamação no útero: diagnóstico

 

Na presença de um ou mais desses sintomas, é importante procurar um ginecologista, que poderá descobrir o útero inflamado através dos exames papanicolau ou colposcopia. Entretanto, como alguns casos da doença podem ser sem sintomas, é importante realizar esses exames regularmente para um diagnóstico precoce.

Inflamação no útero: tratamento

 

O tratamento do útero inflamado irá depender do que provocou a doença. Quando a inflamação é causada pela presença de micro-organismos estranhos, o tratamento é feito à base de antibióticos orais ou pomadas de uso geralmente vaginal, antifúngicos ou ainda antivirais. É comum o parceiro sexual também usar algum medicamento para eliminar os micro-organismos e evitar a volta da inflamação. A cauterização do colo do útero pode ser indicada para ajudar a cicatrizar algumas lesões na região.

Já quando a inflamação é causada por alergia a materiais como camisinha ou diafragma, o primeiro passo é suspender o uso. Depois, o ginecologista pode prescrever alguma medicação anti-inflamatória para aliviar a dor e recuperar o útero.

 

É importante tratar a inflamação no útero de forma adequada e rápida, pois ela pode atingir regiões mais internas do corpo, como endométrio, trompas e ovários, o que requer tratamento hospitalar e medicação intravenosa. Vale lembrar que beber pelo menos 2 litros de líquidos por dia e manter uma alimentação saudável, rica em ômega-3, ajuda a evitar o útero inflamado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here