Massagem ayurvédica: equilíbrio entre corpo e mente

0
429

Massagem ayurvédica: equilíbrio entre corpo e mente

 

Que tal parar um pouco e cuidar de você? A Massagem ayurvédica está aqui para te ajudar nessa tarefa!

 

Na correria do dia a dia ficamos presos às responsabilidades e tarefas pessoais e profissionais e, na maioria das vezes, somos “devorados” pelo estresse e pela preocupação, deixando de lado as oportunidades de nos oferecermos momentos de relaxamento para a busca do bem-estar e saúde. Contudo, existem muitas terapias que podem auxiliar nesse processo. Uma delas é uma massagem segundo a terapia ayurveda.

Famosa por seus efeitos relaxantes, a massagem ayurvédica pode ser um benefício para a saúde e responsável pelo equilíbrio entre corpo, mente e energia. De acordo com os especialistas, a técnica é baseada em três princípios: energia vital, circulação sanguínea e respiração.

Para começar, o método ajuda a respirar melhor, consequentemente, o corpo recebe mais oxigênio, a circulação funciona melhor e o indivíduo tem mais disposição para viver. Quando recebemos pouco ar, o organismo fica com menos vitalidade, deixando a pessoa mais cansada, triste ou depressiva. Aliás, uma hora de massagem pode equivaler a três horas de caminhada.

Yoga e massagem ayurvédica

O termo Ayurveda, que dá origem ao nome da massagem, vem do sânscrito e significa “ciência da vida”. Esse é um milenar sistema de saúde vindo da Índia que propõe restabelecer o bem-estar físico e emocional. A massagem ayurvédica é uma técnica que mistura métodos de Yoga e Ayurveda, que visa desintoxicar o organismo, deixando as pessoas mais pacientes e calmas, reduzindo assim, sintomas depressivos ou bloqueios emocionais. Além disso, realinha a postura, previne doenças respiratórias e é uma ótima fonte de rejuvenescimento e emagrecimento.

Por meio de toques profundos e vigorosos, a massagem ayurveda utiliza produtos naturais como o óleo vegetal e cremes que contêm qualquer tipo de química na fórmula não são permitidos. A massagem é realizada primeiro na coluna do paciente, que é a base de sustentação do corpo. Em seguida, os movimentos se estendem ao pescoço, ombros, pernas, barriga, peito e rosto.

O óleo vegetal permeia a pele e auxilia na hidratação ao oferecer mais elasticidade, beleza e movimento. Já para ajudar no realinhamento postural e na flexibilidade da pessoa, são misturados alguns movimentos e alongamentos inspirados no yoga.

A massagem ayurvédica pode ser dolorida em alguns pontos, pois funciona liberando as tensões e o estresse. Por isso, a melhor forma de aproveitar as sessões é evitar contrair a musculatura, expirando profundamente para alcançar o êxtase do relaxamento.

Atenção ao estresse

 

Fazer algo ao menos uma vez por semana para relaxar da rotina corrida. Essa é a premissa que deveria ser adotada por todas as pessoas. Contudo, muitas se preocupam com coisas externas e acaba sem olhar para dentro de si mesmas. Esse é um bom motivo para conhecer a massagem ayurvédica: por melhorar a circulação, a técnica ajuda a limpar as energias negativas e a sobrecarga emocional.

A massagem dura cerca de uma hora e meia e considera as necessidades de cada um. Em média, após sete sessões já é possível sentir as mudanças. Os especialistas acreditam que a melhor forma de continuar colhendo os benefícios após a massagem é a partir da auto-observação. É importante olhar com atenção para si próprio e analisar os possíveis desequilíbrios físicos que o organismo sinaliza.

Ao se propor fazer uma massagem ayurvédica, o paciente será levado a fazer um mergulho em si mesmo. A primeira sessão leva em torno de uma hora e meia, sendo as próximas com duração de 45 minutos a uma hora, que seria só a massagem. O objetivo é cuidar do corpo saudável para que ele não adoeça, assim como também cuidar do corpo doente para que se recupere.

Contraindicação

 

É válido ressaltar que, apesar dos benefícios, nem todas as pessoas podem experimentar a massagem ayurvédica. Há contraindicação para indivíduos que apresentam sintomas de febre, tosse, alergias ou machucados na pele, problemas cardíacos, labirintite e órgãos quebrados ou operados recentemente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here