O que é medicina ortomolecular?

0
307

O que é medicina ortomolecular? 

A reabilitação celular é a base da medicina ortomolecular. Com a reabilitação celular através do uso de substâncias, como substâncias nutricionais, a técnica promove o equilíbrio do organismo e afasta possíveis doenças. Essas substâncias podem ser, por exemplo, vitaminas, minerais e aminoácidos, que agem de forma a atingir um reequilíbrio bioquímico. 

A medicina ortomolecular ou nutrição ortomolecular é uma medicina alternativa, um método terapêutico e preventivo, que tem vindo a ser adotado por pessoas que buscam um estilo de vida saudável e bem-estar.

Veja o que é medicina ortomolecular, para que serve e quais os benefícios dela.

O que é medicina ortomolecular e para que serve?

O método melhora o estado de saúde das pessoas e pode ser usado antes do aparecimento de uma doença ou mesmo quando ela já apresentar sintomas. A prevenção é um dos pilares da medicina ortomolecular, já que evita desequilíbrios orgânicos e mentais. 

As substâncias usadas para reabilitação celular permitem o reequilíbrio bioquímico, o que, consequentemente, neutraliza os efeitos tóxicos e ajuda a melhorar a qualidade de vida. 

No caso do tratamento das doenças, a nutrição ortomolecular funciona analisando o comportamento celular e a maneira como a célula usa os nutrientes para, então, determinar qual o tipo de dieta mais recomendado.

O que é medicina ortomolecular e como funciona

Maus hábitos, como o tabagismo, o consumo de bebidas alcoólicas e o excesso de exposição solar, podem danificar nossas células saudáveis e inflamação. Isso provoca o surgimento de doenças como cataratas, Alzheimer, Parkinson e câncer. A técnica elimina o excesso de radicais livres no corpo.

Medicina ortomolecular: benefícios 

Como é uma terapia holística, trata o corpo como um todo interligado. Ela age na prevenção e no tratamento de doenças e deve ser usada em conjunto com outros ramos da medicina tradicional, como a pediatria e a oncologia. 

É preventiva porque mantém o equilíbrio energético biocelular, ajuda na regulação da célula através dos nutrientes e, assim, ajuda a prevenir doenças. É curativa porque pode agir depois que a carência de nutrientes já é manifestada nas células, como o défice de zinco, por exemplo.

Emagrecimento e combate ao envelhecimento

A medicina ortomolecular é eficaz no emagrecimento e no combate ao envelhecimento. 

Perder peso

A medicina ortomolecular ajuda a diminuir o excesso de radicais livres que geram uma inflamação crônica e prejudicam a perda de peso. Além disso, a dieta da medicina ortomolecular geralmente inclui legumes e frutas, que têm baixa caloria e ajudam no processo de emagrecimento. 

Envelhecimento

O método diminui a possibilidade do surgimento de algumas doenças que costumam surgir com o envelhecimento, como artrite e câncer, isso porque evita a inflamação do corpo. O uso de antioxidantes também melhora o aspeto da pele e a elasticidade, além de disfarçar rugas e manchas escuras.

A dieta ortomolecular 

O objetivo desta dieta é a desintoxicação do organismo. Por isso, devem ser evitados alimentos muito industrializados, gordurosos e condimentados, assim como refrigerantes e bebidas alcóolicas. É preciso ficar atento ao peso e beber bastante água. 

A base da dieta são legumes, verduras e frutas. É recomendado comer mais fibras e evitar carne vermelha. 

Para ter um efeito melhor, a medicina ortomolecular pode reunir refeições saudáveis e o uso de suplementos nutricionais antioxidantes. A atividade física também pode ajudar no processo de reequilíbrio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here