Tipos de micose no rosto

0
286

Tipos de micose no rosto 

Coceira, vermelhidão ou esbranquiçamento e descamação facial  podem ser sinais de micose no rosto. A doença é causada pela presença de fungos na pele, sendo mais frequente no verão, pois o calor e o suor favorecem a sua multiplicação.

Lesões mais comuns

As formas mais comuns de micose no rosto são:

Pitiríase Versicolor

Popularmente conhecida como pano branco, é caracterizada por pequenas manchas esbranquiçadas que descamam. Em alguns casos, podem aparecer manchas escuras ou avermelhadas. A doença, também conhecida como micose de praia, é mais frequente em locais muito quentes e úmidos, que favorecem sudorese em excesso. É mais comum em pessoas com pele oleosa. 

Tinha

É uma micose que apresenta manchas vermelhas de superfície escamosa que coçam, com bordas bem nítidas.

Candidíase 

Pode se manifestar de diversas formas, como através de placas esbranquiçadas na mucosa oral, doença chamada popularmente de sapinho, comum em recém-nascidos. Este tipo de micose facial também pode se manifestar por meio de lesões fissuradas no canto da boca (queilite angular), mais comuns nos idosos.

Transmissão de micose no rosto:

Com exceção da pitiríase, as micoses são contagiosas. Os fungos no rosto podem ser transmitidos de várias formas: através do contato de pele com pele, de animais domésticos infectados ou de objetos contaminados com o fungo.

Prevenção

Hábitos higiênicos são importantes na prevenção de micose no rosto, como não compartilhar toalhas, roupas, escovas de cabelo e bonés.

Tratamento

Na maioria das vezes, o sistema imunológico consegue combater a proliferação dos fungos sem causar qualquer sintoma. Além disso, nosso corpo contém bactérias que são responsáveis por conter a reprodução fúngica. 

Mas, em muitos casos, é necessário tratamento para micose no rosto. Ele pode ser feito com remédios antifúngicos na forma de pomada, shampoo, spray e soluções, além de comprimidos, que são indicados quando a micose de pele é muito extensa e o resultado com pomadas ou soluções não é tão eficaz.

Geralmente, o tratamento dura cerca de 3 a 4 semanas. É muito importante continuá-lo mesmo com o desaparecimento dos sintomas, pois é comum eles voltarem quando não há a eliminação completa do fungo.

No caso do pano branco, para ele desaparecer mais rápido, deve-se tomar alguns cuidados com a pele, como evitar deixar acumular suor ou gordura, manter o local seco e não passar cremes e produtos gordurosos. 

Assim, há vários tipos de micose no rosto. As mais comuns são a pitiríase versicolor como, a tinha e a candidíase. O tratamento acontece com base em remédios antifúngicos e a melhora da pele acontece gradualmente. Em cerca de 1 semana, é possível notar um aspecto melhor. Entretanto, em alguns casos, a coloração diferente da pele pode permanecer mesmo após a cura da infecção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here