Microfisioterapia: para que serve?

0
192

Microfisioterapia: para que serve e quais os benefícios?

A microfisioterapia é uma técnica fisioterapêutica francesa, que consiste no reconhecimento, pela palpação, da causa primária da doença ou trauma e na promoção da auto cura. 

A técnica tem como base a autocura, a homeopatia, a cicatriz patológica e a micropalpação.

Microfisioterapia: para que serve e como funciona?

Após um trauma físico ou emocional, que fica guardado na memória celular, o organismo cria uma cicatriz patológica que gera sintomas, que são identificados pela micropalpação. A partir daí, é estimulada a auto correção, sendo restabelecido o equilíbrio do corpo, a cura dos órgãos atingidos por esse trauma e a desativação dessas memórias.

Baseada nos mesmos princípios da homeopatia, da cura pelo semelhante e do infinitesimal, trata-se de um método que pode ser aplicado em pessoas de todas as idades, inclusive recém nascidos. Não são conhecidas contraindicações.

Principais Benefícios da Microficioterapia

  • Ativa o sistema imunológico
  • Identifica a causa primária dos sintomas
  • Previne doenças
  • Promove bem-estar físico e emocional
  • Alivia dores

Indicações

  • Síndrome do Pânico
  • Depressão 
  • Alergias
  • Dores 
  • Fobias e medos
  • Traumas físicos e emocionais
  • Rinites
  • Agressividade
  • Fibromialgia
  • Ansiedade 
  • Hiperatividade
  • Artrites
  • Doenças imunológicas

Microfisioterapia: para que servem as sessões?

Cada sessão de microfisioterapia duram em torno de 60 minutos. Através da micropalpação, o microfisioterapeuta procura o sintoma que a cicatriz causou mantendo a mão na causa (cicatriz) e investiga, com a outra mão, a consequência (sintoma). A falta de energia vital no ponto atingido permite reconhecer o sintoma e a sua localização no corpo. O terapeuta também indica a data em que o paciente terá contraído o sintoma, em alguns casos trata-se de acontecimentos que aconteceram ainda na infância ou adolescência do paciente.

Após a identificação, acontece o processo de ativação da auto cura, com eliminação da cicatriz patológica. Geralmente, com uma sessão já ocorre bastante melhora ou até mesmo a cura.

O número de sessões depende das queixas do paciente. Raramente são necessárias mais de três sessões. Para manutenção, faz-se uma sessão por ano.

Após a sessão, pode haver cansaço, febre, irritabilidade, vômitos e diarréia por um ou dois dias, pela liberação dos agentes agressores.

A terapia é complementar e não substitui os tratamentos convencionais. Para se formar em Microfisioterapeuta terá de ter carteira de fisioterapeuta, pois só assim é admitido no Centro de Formação de Microfisioterapia.

Na Europa, a microfisioterapia é autorizada pelos conselhos de fisioterapia e pelo governo de cada país. No Brasil, o método não é regulamentado. Há vários casos de estudos em andamento junto às universidades para seu embasamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here