Micropuntura para estrias: guia rápido

0
282

Micropuntura para estrias: guia rápido

Vermelhas ou esbranquiçadas, dependendo da pigmentação da pele, as estrias são cicatrizes que atormentam a vida de muitos homens e mulheres. Por isso, vem surgindo ao longo dos anos alguns procedimentos para eliminar esse problema. A técnica de micropuntura para estrias ajuda a amenizar o aspecto, reduzindo a profundidade dos sinais. 

As estrias surgem quando são rompidas as fibras de elastina da pele, por conta do aumento do volume da massa corporal. Muitas pessoas desenvolvem as estrias por conta do alteração de peso, problemas hormonais, adolescência e da gravidez. Fatores genéticos também costumam influenciar, já que a elasticidade e resistência da pele também depende da questão hereditária.

Micropuntura para estrias: como ela funciona? 

Também conhecida como dermopuntura para estrias, a técnica consiste basicamente na estimulação do colágeno, por meio de pequenas perfurações na pele que aos poucos, devolve a pigmentação na cicatriz. Para isso, é utilizado um aparelho elétrico chamado dermógrafo. É com ele que a agulha perfura a estria, regenerando o local como um processo inflamatório.

Assim, naturalmente o próprio organismo envia para restaurar a pele os nutrientes necessário, no caso o colágeno e a melanina, que cuida exclusivamente da pigmentação do corpo. Por isso, o sucesso do tratamento se deve também ao próprio organismo de cada pessoa. Quanto mais jovem, saudável e hidratado, melhores são os resultados.  

Afinal, dói? 

Por haver o rompimento da pele com a agulha, é natural que haja dor durante o procedimento. Em algumas clínicas são utilizadas juntas as técnicas de laser para reduzir a sensibilidade e o desconforto, além do uso de anestésico local, como a lidocaína. 

Sobre as sessões

Cada sessão demora cerca de uma hora e o intervalo entre cada procedimento deve ser de 28 dias, para que a pele possa se recuperar. Os benefícios da técnica são diversos e o tratamento depende do metabolismo de cada um e também do grau de cada uma das cicatrizes. Há quem consiga bons resultados entre 3 a 6 sessões. 

Quais os cuidados após o procedimento? 

Por ser um método agressivo a pele, é importante seguir algumas recomendações para ajudar na regeneração dela: 

–  A principal é evitar o sol nos dias que antecedem as sessões e também a realização de atividades físicas, para não esticar a pele;

– Para não estimular a pigmentação melhor não consumir alimentos que contenham corantes;

– Não depile a região do procedimento por pelo menos 20 dias, para não complicar o processo de cicatrização;

– Use os produtos cicatrizes recomendados pela esteticista. 

Micropuntura para estrias é recomendado para todos? 

Não a micropuntura para estrias é contraindicado para pessoas com a pele negra, pois é possível causar hiperpigmentação local, deixando a marca ainda mais aparente. O ideal é que o procedimento seja realizado em cicatrizes avermelhadas e brancas, podendo ser largas ou finas e em qualquer área do corpo. 

Pessoas com queloides, doenças autoimunes,  diabetes e câncer também não devem fazer, pois a cicatrização dos processos inflamatórios costumam ser mais lentos e complicados. 

Como prevenir as estrias? 

A micropuntura para estrias ajuda a amenizar as cicatrizes, mas a prevenção sempre é a melhor opção: 

– Beba aproximadamente 2 litros de água todos os dias;

– Crie a rotina de passar diariamente no corpo cremes e loções hidratantes, de preferência com colágeno;

– Faça exercícios físicos para manter o peso;

– Procure fazer sempre refeições com uma alimentação saudável e equilibrada;

– Evite doces, gorduras e bebidas alcoólicas;

– Mantenha o corpo sempre hidratado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here