Osteopatia funciona? Tudo o que você precisa saber a respeito

0
95

Osteopatia funciona?

Será que a osteopatia funciona? Provavelmente, as pessoas mais céticas já se auto questionaram sobre a eficácia da osteopatia, mas antes de respondermos a esta questão, vamos tentar entender um pouco mais sobre o que é a técnica e como ela pode ser aplicada para tratar problemas nas juntas, músculos e na coluna.

Características da osteopatia

Algumas características peculiares da osteopatia são:

  • Não usa remédios
  • Não é invasiva
  • Concentra-se no corpo inteiro em vez de pensar apenas na parte afetada pela dor
  • Dá foco às articulações, músculos e coluna
  • Pode ajudar a tratar artrite, dores na coluna, dor de cabeça, tendinite, problemas digestivos e posturais
  • Ajuda a regular o ciclo do sono, os nervos e a circulação sanguínea.

O que é osteopatia?

A osteopatia é uma medicina alternativa que adota uma abordagem holística, ou seja, pensa no funcionamento do corpo inteiro em vez de dar foco apenas à zona onde há dor. 

A técnica é aplicada pelo profissional, com as mãos, com o objetivo de melhorar a circulação e corrigir alterações biomecânicas sem o uso de medicações.

Isso significa dizer que o osteopata não vai se concentrar apenas na região onde há queixa de dor, como também irá usar técnicas manuais para balancear o corpo como um todo, com o objetivo de curar os sintomas e proporcionar mais bem estar ao paciente. Entre as técnicas aplicadas pelo osteopata, estão o alongamento, a pressão suave e a resistência sobre o corpo.

Para que serve a osteopatia?

A osteopatia pode ajudar a aliviar os sintomas de várias doenças, como:

  • Artrite
  • Dores nos pés, calcanhares, costelas e joelhos
  • Dor nas costas, na nuca e no ciático
  • Dor nas mãos, ombros e cotovelos
  • Dores de cabeça
  • Tendinite
  • Problemas posturais ocasionados por gravidez ou lesões
  • Neuralgia
  • Problemas digestivos

O que esperar da consulta?

Por conta de se tratar de uma abordagem holística, a sua primeira visita ao osteopata vai ser focada em discutir quais são os pontos do corpo onde há mais dores antes de iniciar, de fato, a terapia. A sessão vai durar aproximadamente 45 minutos.

Exame físico

O osteopata vai examinar o paciente. Pode ser necessário remover algumas peças de roupa antes da consulta e a privacidade durante esse processo deve ser respeitada.

O exame físico pode durar de uma a duas horas. O osteopata pode pedir que o paciente demonstre alguns alongamentos e movimentos para fazer uma análise mais precisa sobre a sua postura e mobilidade.

O profissional também irá analisar as juntas, os ligamentos e os tecidos, usando uma técnica conhecida na medicina como palpação. Em seguida, irá propor um tratamento ao paciente que vá ao encontro das suas necessidades. É na primeira consulta, também, que o paciente saberá a quantidade de sessões do tratamento, que pode aumentar ou diminuir à medida em que as sessões evoluem.

Pelo fato de a osteopatia estar centrada na auto-cura, o profissional também poderá recomendar algumas alterações na dieta do paciente, sugerir exercícios e ajustes no estilo de vida para que o tratamento faça mais efeito.

Os movimentos do profissional são gentis mas pode ser que o paciente sinta dores que podem durar de 24 a 48 horas após a primeira sessão. A tendência é que as dores diminuam durante o tratamento.

Quais são as diferenças entre um osteopata e um quiroprata?

O quiroprata também trata problemas na coluna, mas dão maior foco na posição da coluna e das vértebras, já que o objetivo dessa terapia é melhorar o funcionamento dos nervos e da capacidade de cura do organismo. 

Outra diferença fundamental entre o osteopata e o quiroprata está nos movimentos: enquanto o quiroprata vai estalar e esticar as vértebras, um osteopata não vai fazer o mesmo. 

Mas, afinal, a osteopatia funciona?

Embora não haja evidência científica suficiente para comprovar que a osteopatia funciona, existem inúmeros pacientes que recorrem a esses profissionais como tratamento paralelo ou alternativo para aliviar dores e desconfortos na coluna e em várias partes do corpo.

No Brasil, os fisioterapeutas que fazem curso de osteopatia podem inclusive se enquadrar na categoria de fisioterapeuta osteopata, o que os torna profissionais ainda mais especializados no assunto, já que estão formados em outro curso mesmo antes de começar a oferecer sessões de osteopatia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here