Osteopatia e quiropraxia: qual a diferença entre elas?

0
1579

Osteopatia e quiropraxia: qual a diferença entre elas?

 

Apenas com as mãos, é possível identificar problemas e tratar todas as estruturas do corpo. Estamos falando das técnicas de osteopatia e quiropraxia, que mesmo possuindo diferenças na forma de aplicação, acreditam que o corpo humano é uma unidade interligada e não peças individuais.  

 

Com o objetivo de trazer o bem-estar e a vida saudável, as duas técnicas, osteopatia e quiropraxia, ajudam os pacientes a abandonarem suas dores sem a utilização de nenhum medicamento durante ou depois das consultas e sem intervenções cirúrgicas.

Osteopatia e quiropraxia: principais diferenças

 

As técnicas fisioterapêuticas possuem como principal semelhança o uso das mãos, porém suas diferenças são significativas como podemos ver:

 

  • Osteopatia – A osteopatia trabalha na identificação da origem da dor, investigando o ponto real de seu surgimento, focando mais nas áreas do sistema nervoso e circulatório. Seus diagnósticos são dados por meio de exames físicos. Se o tratamento começar já no início das dores o sucesso do procedimento virá mais rápido.

 

Na osteopatia é utilizado a técnicas que visam trabalhar a estrutura física como o ajuste das articulações do corpo, os sistemas linfáticos e imunitários, músculos, tendões, caixa craniana, parte visceral e face.

 

Algumas das doenças que a técnica de osteopatia pode ajudar:

 

– Dores no nervo ciático;

– Dor nas costas;


– Hérnias discais;


– Articulação tempero-mandibular (ATM);


– Dores de cabeça e enxaquecas;


– Problemas digestivos;


– Fibromialgia;


– Insônia e estresse;


– Constipação;


– Sintomas de tensão pré-menstrual (TPM);


– Contraturas musculares;


– Problemas de articulação;


– Sinusite;


– Tendinites;


– Torcicolos;


– Escoliose;


– Cervicalgia;


– Dorsalgia;


– Lombalgia.

 

  • Quiropraxia – Já a quiropraxia é mais específica e visa trabalhar com toda a estrutura do sistema neuro-músculo-esquelético, principalmente as dores que surgem da coluna vertebral. Por isso, ela trabalha o alinhamento das vértebras, manipulando com as mãos a região e os membros inferiores e superiores (pernas e braços).

 

Com isso a subluxação, termo usado no processo, é reduzida, diminuindo a irritação do nervo trabalhado e ampliando a movimentação.

 

Algumas das doenças que a técnica de quiropraxia pode ajudar:

 

– Dores nas costas;


– Torcicolo;


– Problemas de postura;


– Tendinite e bursite;


–  Dores de cabeça;


– Cervicalgia;


– Fibromialgia;


– Cefaléia;


– Tensão e estresse;


– Lombociatalgia;


– Escoliose;


– Protrusão discal;


– Dorsalgia;


– Desvios na coluna;


– Cifose hiper ou hipo;


– Hernia de disco;


– Lombalgia;

– Tonturas


– Dores no nervo ciático;


– Degeneração da coluna.

 

Osteopatia e quiropraxia: qual a melhor técnica para tirar a dor?

 

Cada caso é um caso, por isso não existe uma técnica melhor ou pior. Existe o método mais indicado para cada tipo de problema. O que costuma acontecer é a ida primeiro a um osteopata, já que ele consegue ter uma visão maior do corpo. A partir de uma consulta com ele, é possível que ele indique um tratamento específico com um quiropraxista. O profissional responsável pela aplicação das técnicas é o fisioterapeuta, que pode trabalhar com reconhecimento de cursos aprovados pelo Ministério da Educação (MEC).  

 

Existe contraindicação para a aplicação dos procedimentos de osteopatia e quiropraxia, por isso é importante conversar antes com  médico que acompanha seus tratamentos, como pacientes que estejam grávidas e que possuam artrite, osteoporose, fazem uso de medicação anticoagulantes e corticoesteróides. Já pessoas com câncer, problemas de enfraquecimento considerável dos ossos, doenças neurológicas e doenças vasculares não podem realizar tais procedimentos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here