Padrão de beleza: por que você não deveria se importar com isso

0
188

Padrão de beleza: por que você não deveria se importar com isso

Seja no passado ou agora, sempre existe um padrão de beleza. Mas ele não deveria afetar você!

Nos anos 1950 o padrão de beleza era outro. Dez anos mais tarde mudou novamente e assim por diante até os dias de hoje. Apesar das mudanças, uma certeza sempre fica: a mulher magra é um requisito constante no padrão de beleza, seja de que época for.

Se ele incomoda você, saiba que não está sozinha. Essas imposições sociais são feitas de forma que pouca gente se identifica e muita gente se sente excluída. O que acontece é que as pessoas acabam por endeusar aquilo que aparece como tendência.

E assim se instaura o padrão de beleza imposto pela mídia. Quando você vê, a moda já mudou e o que se considerava “bonito” ontem, hoje é repudiado.

Como fugir do padrão de beleza feminino?

Antes de mais nada, você precisa se aceitar como é. Como disse o poeta espanhol Ramón de Campoamor y Campoosorio, “a beleza está nos olhos de quem vê”. Você pode se sentir magra demais ou gorda demais, mas isso muitas vezes não é verdade.

As distorções causadas pelo padrão de beleza podem até mesmo desencadear problemas psicológicos nas pessoas, como compulsões alimentares, anorexia e bulimia. Deixar de comer para atingir o corpo que você considera ideal é um grande erro.

Existem formas saudáveis de emagrecer ou ganhar peso. Mas o motivo pelo qual você as busca deve estar relacionado com a sua saúde e não com um padrão estético estabelecido pelo grande conglomerado midiático.

Fuja dessas atitudes! Aceite quem você é e curta o seu próprio corpo. Pode parecer difícil, porque a gente sempre tem uma parte que não gosta. É normal. Contudo, se você se sente muito mal quando se olha no espelho ou tem mesmo aquela sensação de repulsa, é hora de procurar ajuda.

Não tem vergonha nenhuma em frequentar um psicólogo ou psiquiatra para falar desse tipo de coisa. Pelo contrário! O primeiro passo para se sentir bem com você mesma é assumir que você não gosta do seu corpo. Depois é uma questão de ver quais os pontos que você pode aprender a amar.

Como mudar e renegar o padrão de beleza?

Rebele-se! Não é porque todo mundo quer ser igual a uma atriz global que você precisa ser igual. Jamais deixe de fazer as suas escolhas por causa disso. Se você gosta do seu cabelo curto, corte-o!

E não deixe ninguém impedir você de ser diferente e se destacar na multidão. Nem sua família, um companheiro ou companheira. Só você pode decidir o que é bom para o seu corpo. E, convenhamos, ser diferente pode ser uma delícia! Assim, você chama muito mais atenção e demonstra personalidade. Esse tipo de atitude pode até garantir a você um emprego.

Ninguém gosta de cópias. Cópias não são a mesma coisa que os originais. Por isso, ser original e fugir do padrão de beleza é excelente! Ame-se! Aprenda a gostar do que você tem de melhor. Todos nós temos qualidades e defeitos.

Você com certeza tem muitas qualidades e encontrá-las não precisa ser um caminho duro ou difícil. Quando a gente gosta de si mesma, tudo fica mais fácil, até escolher uma roupa passa a ser uma tarefa prazerosa.

E quem está bem consigo mesmo atrai gente igual. Gente que se gosta e que não dá importância para o padrão de beleza. Até porque, com o passar dos anos a beleza muda e você amadurece. Nada é para sempre!

 

Fonte: VI Congresso Português de Sociologia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here