Quiropraxia: o que é?

0
311

Quiropraxia: o que é?

Quiropraxia é um método da terapia alternativa que avalia e reabilita distúrbios do sistema neuro-músculo-esquelético, especialmente da coluna vertebral, aliviando a dor e recuperando a motilidade.

Na maioria das vezes , o tratamento é só feito com as mãos, conforme o significado da palavra quiropraxia (praticar com as mãos), mas podem ser usados também instrumentos mecânicos, eletrônicos, multiprocessados, dependendo do caso.

Em 2005, a Organização Mundial de Saúde definiu quiropraxia como “uma profissão de saúde em causa, com o diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças do sistema esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral”.

É aconselhável se procurar profissionais bacharelados, pois atuam com as regras de segurança da Organização Mundial de Saúde.

Quiropraxia: o que é e benefícios

  • Corrige posturas incorretas
  • Repara desnível de ombros
  • Estabiliza a coluna
  • Descomprime nervos
  • Recupera a transmissão dos impulsos nervosos para órgãos e tecidos
  • Alivia  dor na coluna, cabeça e pescoço
  • Relaxa
  • Promove bem-estar
  • Melhora o sono
  • Aumenta a mobilidade

 

Quiropraxia: o que é e indicações

Se está a pensar submeter-se a um tratamento de Quiropraxia, saiba que esta técnica pode ser realizada em pessoas de qualquer idade, inclusive bebês. Pode ser indicada no tratamento de várias patologias, tais como:

  • Cervicalgias
  • Lombalgias
  • Hérnias discais sem comprometimento radicular
  • Dor ciática
  • Dores e tensão muscular
  • Distúrbios ósteomusculares relacionados com o trabalho ( DORT)
  • Lesões por esforços repetitivos ( LER )
  • Problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo
  • Distúrbios posturais
  • Disfunção da ATM (Articulação têmporo mandibular )

 

Contraindicações:

Não deve ser feita em casos de fraturas, doenças degenerativas envolvendo ossos frágeis, tumores, infecções, síndrome da cauda equina e de hérnias agudas com manifestações radiculares.

A Quiropraxia teve origem no século XIX, na América do Norte, onde Daniel D. Palmer fez uma manipulação de coluna com sucesso. Ele se baseava na crença da inteligência inata, que fluía do cérebro para todo o corpo através da medula espinhal. Se há alguma alteração desse fluxo, ocorre a doença. Esses distúrbios são causados por subluxações espinhais.

A coluna vertebral protege  a medula espinhal e os nervos espinhais. A vértebra subluxada tem restrição de movimento, redução do espaço intervertebral, o que causa compressão e inflamação do nervo. O nervo inflamado ocasiona contratura muscular aumentando o deslocamento da vértebra. Ocorre bloqueio do fluxo e mau funcionamento do sistema nervoso e celular. Os tecidos e órgãos que são nutridos pelo nervo ficam acometidos, levando a patologias como por exemplo: constipação, úlceras gástricas, asma, enxaqueca, hipertensão arterial, tonturas, problemas de audição e visão.

Esses conceitos básicos não tiveram aprovação científica. A quiropraxia não se mostrou eficaz na cura de problemas de saúde.

O quiroprático detecta e alinha essas subluxações vertebrais e os distúrbios articulares. Este reposicionamento é chamado de ajustamento.

 

Quiropraxia: o que é, diagnóstico e tratamento

Para iniciar o tratamento, o quiroprático pergunta a história da doença: sintomas, início do quadro, fatores desencadeantes, doenças associadas, faz exame físico completo, palpação muscular e articular. Observa seus movimentos, pede exames de imagem ( raio-x, ressonância magnética, tomografia) , se necessário.

Tratamento

O tratamento baseia-se em colocar o paciente em uma posição que favoreça a manipulação (deitado, sentado, deitado de lado) e o quiroprático, usando a mão, faz o ajustamento num impulso rápido a fim de reposicionar a vértebra.

Geralmente as sessões duram em torno de 20 minutos e o tratamento de 10 a 15 sessões.

A maioria das pessoas se sentem melhores após uma sessão, com menos dor e mais relaxadas.

Após a estabilização da subluxação, para eliminar permanentemente os sintomas, e fortalecer a musculatura, são indicados exercícios e ensinamentos de postura.

Riscos

Geralmente, apresentam poucas complicações temporárias como dor local.

Existem relatos de casos raros de rompimento da dura-máter, danos no nervo, de acidentes vasculares cerebrais em manipulações no pescoço, paralisia e morte.

Atualmente, pelas pressões externas, estresse e falta de tempo para exercícios, é muito comum as pessoas se queixarem de problemas na coluna.

A Quiropraxia garante resultados muito bons e duradouros para alívio das dores crônicas nas costas e no pescoço, mas não há comprovação técnica para outras finalidades.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here