Remédios homeopáticos: como iniciar um tratamento?

0
387

Remédios homeopáticos: como iniciar um tratamento?

Uma das terapias alternativas mais utilizadas em todo mundo, a homeopatia vem a cada dia mais ganhando adeptos que buscam uma nova possibilidade de tratamento por meio dos remédios homeopáticos.

 

Os remédios homeopáticos servem para tratar as pessoas como um todo e não como se fossem peças de uma engrenagem. Por meio de suas propriedades eles trabalham o ser humano por meio de uma visão integrada entre o corpo e a psique.

Mas, o que é homeopatia?

 

A homeopatia é uma terapia de tratamento alternativo que possui como objetivo restabelecer o equilíbrio do corpo e sua energia vital, não apenas a cura e o alívio de sintomas e dores. Criada por Samuel Hahnemann, um médico alemão, o medicamento homeopático trabalha com quatro pilares básicos. São eles:

 

1 – Lei dos Semelhantes – substâncias naturais próximas da doença desenvolvida, pode também ajudar a curá-la. Uma exemplo é o veneno de cobra, utilizado como remédio para quem foi picado pela própria cobra.

 

2 – Experimentação: os compostos devem ser testados em pessoas que possam depois compartilhar seus sintomas e reações.

 

3 – Doses Mínimas: Por conta da diluição a energia fica concentrada. Quanto menor a quantidade da substância, melhor o seu poder curativo, medicando sempre com muito cuidado.

 

4 – Remédio único: a ideia central é de que o composto homeopático seja o único medicamento a ser utilizado para tratar da enfermidade.

Remédios homeopáticos: como iniciar um tratamento?

 

Primeiro é preciso saber que os remédios homeopáticos são receitados pelo homeopata, levando em consideração aspectos físicos, mentais e sensações do paciente. No consultório, é normal que primeiro se tenha uma conversa franca para identificar quais pontos da vida do indivíduo apresentam dificuldades.  

 

Os detalhes são importantes, como quando as dores surgiram, quais remédios o paciente faz uso, sentimentos que esteja sentindo na vida, rotinas de alimentação, qualidade do sono e horários. Há também uma análise física em relação às unhas, pele e até o aspecto da língua. A partir isso é possível que o profissional trace o perfil homeopático do paciente e receite as substâncias que julga mais adequada para sanar os problemas.

 

É importante que não haja uma automedicação com medicamentos da homeopatia, pois o efeito pode ser reverso. Cada receita é individual, elaborada de maneira personalizada para cada paciente, por isso eles não devem ser compartilhados com amigos e familiares.

 

Em lugares como o Reino Unido, Austrália e Bélgica a prática da homeopatia é legalizada como parte da medicina. O mesmo acontece na França, onde as farmácias comercializam normalmente os compostos homeopáticos. No Brasil, o medicamento homeopático faz parte da rotina de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS).   

 

Conheça algumas das doenças que a homeopatia pode ajudar a tratar:

 

– Sinusite;

– Tensão pré-menstrual;


– Infecções;


– Alergias;


– Gripe forte;


– Bronquite e asma;


– Osteoartrite;

– Dengue;


– Fibromialgia;


– Obesidade;


– Ansiedade e depressão;


– Reumatismo.

 

Vale ressaltar que os remédios homeopáticos tratam não apenas da doença em si, mas das situações que envolvem a enfermidade. O tratamento deve ser feito por um grande período de tempo e regularmente para que o paciente possa começar a sentir os resultados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here