Sintomas de Alzheimer: como identificar a doença?

0
290

Sintomas de Alzheimer: como identificar a doença?

 

Ela se apresenta de maneira lenta e progressiva, deixando muitas vezes a dúvida em distinguir se é apenas um contratempo da idade avançada, acúmulo de tarefas ou realmente são os sintomas de Alzheimer. A doença que, segundo a Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), atinge cerca de 1,2 milhão de pessoas só no Brasil, ainda não tem cura.

 

Podem apresentar sintomas de Alzheimer pessoas mais velhas, em geral nas fases mais avançadas da vida, entre 70 e 80 anos, podendo ocorrer precocemente com idosos na faixa dos 60 anos. Irreversível, a medida que ela progride ela afeta as atividades mentais, e deixa o indivíduo sem compreensão de tempo e espaço. Nas fases mais avançadas as pessoas não reconhecem parentes, não entender o que se passa em seu redor e acabam tendo sérios problemas nas funções motoras, onde o paciente fica dependente para tudo, necessitando de cuidados imediatos o tempo todo.

Principais sintomas de Alzheimer

 

Os primeiros sinais de Alzheimer podem ser confundidos de maneira que muitos convivem com a doença sem saber o diagnóstico. Ela é progressiva, porém alguns pacientes conseguem um período de estabilidade, principalmente na fase leve. Confira alguns dos sintomas que ajudam a identificar a doença:

 

– Perda de memória recente: o indivíduo esquece até se já almoçou ou não;

 

– Contar as mesmas histórias: como se não tivesse contado antes;

 

– Mudança brusca de humor: sem nenhum motivo aparente;

 

– Perda da proatividade: dificuldade para tomar decisões;

 

–  Falta de motivação: sem vontade de realizar as atividades que antes faziam parte da rotina, mesmo os hobbies;

 

– Dificuldade de executar tarefas normais de casa: deixar o fogo ligado sem panelas, não conseguir usar o telefone;

 

– Alteração da própria personalidade: o indivíduo se mostra confuso, agressivo, com ciúmes e desconfiança;

 

– Troca as coisas de lugar: tempera a salada com detergente, guarda o sapato no microondas;

 

– Desorientação e problemas de discernimento: se perde em ruas que antes faziam parte de seu caminho diário, não consegue dizer datas e nomes corretamente, suas vestes não condizem com a temperatura.

 

Ao perceber alguns desses sintomas o paciente deve se dirigir até um centro médico. Somente um neurologista poderá identificar por meio de testes de memória e raciocínio e com a realização de exames de imagem como a tomografia computadorizada do cérebro ou a ressonância magnética, qual o nível de demência que o indivíduo se encontra.

 

Como não te cura, o tratamento visa apenas amenizar os sintomas da doença, com o uso de medicamentos e outras terapias complementares como exercícios de estímulo cognitivo e fisioterapia, já que com o avanço do quadro as funções físicas também se tornam comprometidas.

Existe prevenção para o Alzheimer?

 

Alguns hábitos saudáveis podem impedir ou atrasar os sinais de Alzheimer. São eles:

 

– Leitura diária de jornais e revistas;

 

– Prática de exercícios físicos;

 

– Jogos de estratégia onde seja necessário o pensamento rápido, memória ou planejamento;

 

– Alimentação saudável;

 

– Dormir pelo menos 8 horas por noite;

 

– Pressão arterial controlada.

 

A importância de estar atento aos principais sintomas primários do Alzheimer é que em sua fase inicial acaba sendo possível desacelerar o avanço e ter um maior controle do desenvolvimento da doença, oferecendo uma melhor perspectiva de saúde para o indivíduo e sua família.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here