Sintomas de gravidez: primeira semana

0
379

Sintomas de gravidez: primeira semana

 

É possível sentir sintomas de gravidez na primeira semana? Sim. E hoje vamos fazer uma lista de alguns deles, para que as tentantes e as mulheres que querem descobrir se estão grávidas possam analisar o próprio corpo em busca desses sinais. Lembrando que nem sempre é possível detectar os chamados “sintomas de gravidez primeira semana”, pois algumas mulheres simplesmente não sentem nada, ou não conseguem perceber qualquer alteração no corpo, pois as mudanças podem ser muito sutis.

 

1. Sintomas da gravidez nos seios

 

Um dos primeiros sintomas de gravidez na primeira semana são as alterações nos seios. As mamas podem ficar doloridas e pesadas. Pode haver algumas mudanças nos mamilos também, eles podem ficar mais escuros ou aumentar de tamanho. Todos esses sinais são consequências das alterações hormonais que afetam o corpo da mulher para prepará-lo para a amamentação.

 

2. Menstruação borra de café

 

Este também está no topo da lista, considerado o primeiro sintoma da gravidez. Logo após a nidação, que é a implantação do zigoto (óvulo fecundado) no útero, pode haver um escape de sangue. Muitas pessoas chamam esse sangue de menstruação borra de café, devido a seu aspecto marrom e grosso. Nem sempre este é um sinal de gravidez, pois a menstruação borra de café pode ocorrer por causa de alguma alteração hormonal, seja o aumento do estrogênio ou a queda da progesterona. O sangramento da nidação também pode ser um leve corrimento cor-de-rosa. Pode haver ainda algumas cólicas ou dores abdominais.

Se você tiver algum destes tipos de sangramento vaginal e desconfiar que está grávida, pode esperar um pouco para ver se a menstruação normal desce. Se não descer, talvez seja hora de fazer um teste de gravidez [inserir link do artigo teste de gravidez preço].

 

3. Tonturas, dores de cabeça e enjoos

 

Este com certeza é um dos sintomas de gravidez na primeira semana que mais deixam as mulheres em alerta. Qualquer atraso da menstruação, misturado com tonturas, dores de cabeça e enjoos já levantam a suspeita de que você está esperando um bebê, não é mesmo? Estes desconfortos podem ocorrer também devido às alterações hormonais da gestação, que levam também a recorrentes quedas de pressão, mas costumam passar conforme a gravidez avança.

 

4. Gastrite e queimação como primeiros sintomas da gravidez

 

Por incrível que pareça, as dores e queimação no estômago podem sim ser sinais de gravidez. Eles ocorrem, mais uma vez, por causa das alterações hormonais no corpo da mãe. Aquelas que já possuem problemas gastrointestinais tendem a sentir mais esses desconfortos. Mas se você sente somente dor de estômago ou queimação não há razões para desconfiar que está grávida, já que provavelmente os sintomas da gestação vêm acompanhados com os outros sinais citados aqui.

 

5. Menstruação atrasada

 

Por último, mas um dos primeiros sintomas da gravidez mais comuns, o atraso menstrual. Este é um sinal que a maioria das mulheres apresenta quando está gestante, e o que mais causa desconfiança.

A menstruação ocorre quando um óvulo liberado não é fecundado, e então o corpo lúteo é secretado, e inicia-se o próximo ciclo menstrual.

Mas, atenção, nem sempre o atraso da menstruação significa gravidez. Ele pode ocorrer devido a outros fatores relacionados à saúde. Tecnicamente, quando a mulher não está grávida e também não menstruou, o que pode acontecer não é exatamente uma menstruação atrasada, mas uma ovulação inexistente naquele mês. Por isso recomenda-se sempre procurar um médico quando houver qualquer alteração no ciclo menstrual.

 

Agora que já listamos os 5 principais sintomas de gravidez na primeira semana, você pode verificar se sente algum, ou uma combinação deles.

Conhecer o próprio corpo é uma chave poderosa para toda mulher. Lembramos mais uma vez de que você deve sempre procurar um médico quando desconfiar que está grávida, ou tiver qualquer alteração no seu corpo, combinado? Compartilhe este texto com suas amigas tentantes e evitantes, assim você ajuda nossa comunidade a crescer e a espalhar informações importantes sobre o corpo feminino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here